Restauração de um coração ferido

Muitos acham que é fácil se reerguer , que é só levantar a cabeça e caminhar, que basta afundar nas noitadas e gandaias para se alegrar. A verdade é que não é bem assim, somente quem já sofreu uma grande perda sabe como dói. Eu costumo dizer que para restaurar nossa vida e nosso coração é necessário se entregar de corpo e alma à Cristo, derramar nossas lágrimas e passar por 3 fases.

A primeira é aceitar o coração partido, tentar entender como chegou nesta situação, não se culpar, mas clamar por misericórdia a Deus e forças para cruzar o deserto.

A segunda é restituir e sanar as feridas deixadas, é esperar o tempo curar toda dor, toda tristeza e angústia. É o momento de sarar as cicatrizes e se preparar para um coração novo.

A terceira e última é tirar a casca e os curativos do ferimento, se reerguer para vida com um coração novo e restaurado, um coração que esteja pronto para a glória da segunda casa, onde o perdão reine, o amor de Cristo transborde e a vontade de viver sobressaia no sorriso.

Autor: Gleidson Rocha
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.

Anúncios