VITÓRIA

não desista jamais! Deus é fiel e vai te honrar querido(a).

Para termos vitórias é necessário lutar para conquistar o que almejamos. Não existe vitórias sem lutas, batalhas sem guerra e conquista sem perseverar. Saiba de uma coisa, quanto maior for a nossa vitória, quanto maior for a nossa benção, maiores serão as batalhas. Ninguém disse que é fácil vencer, pois no meio da batalha a gente se machuca, chora, dói, mas tenha a convicção cravada em seu coração de que vamos vencer, que a ordem de Deus de derramar a benção em sua vida já foi dada, não abra mão e receba a benção em nome de Jesus.

Mas eu tenho uma boa notícia para você, a vitória já é sua em nome de Cristo Jesus. Deus é fiel e cumpre os seus sonhos, você num pediu? Você pagou o preço? Então receba sua vitória.

Outra boa noticia é que as lutas vêm para abrir caminho para a vitória e quanto maior for à luta maior será a benção. Se esta difícil é porque a vitoria é grande e esta chegando. Se você soubesse o que Deus tem preparado nunca desistiria, mas pelo contrario, reuniria os restantes das forças, firmando o pensamento no que mais deseja, jejuando e orando e confiando no Senhor. Busque bem fundo em seu coração e responda a seguinte pergunta, o que você mais deseja? O que você mais pede a Deus em seu coração? E Deus responderá eis-me aqui serva minha, recebe o que te tenho prometido.

Contudo para tomarmos posse da vitória temos que vigiar, pois tanto o inimigo de nossas almas com as pessoas com inveja, orgulho ou simplesmente por maldade tentam de todas as formas criarem situações que nos faz desviar do foco e conseqüentemente perder a benção. Você já percebeu que quando sente que a vitória esta perto, sempre tem uma ponta de desconfiança, e ate duvidamos do que nossos olhos vêm e quando esta dúvida invade nossa mente e nosso coração começamos a duvidar de todas as promessas queDeus nos faz. Nesta hora temos que orar e jejuar ainda mais repreendendo todo mal. Senão esta seta ou sopro malignos nos faz desacreditar e nos induzir a abrir mão do que Deus tem reservado para nós, a vitória final.

Queridos repreendam o pai da mentira e da dúvida e receba sua vitória em nome de Cristo Jesus. Receba o que o Senhor tem colocado em sua vida e glorifique a Deus sem pestanejar, acredite que você tem o direito de ser feliz e gozar da graça de Deus em sua vida, que a hora da colheita chegou e você é merecedor da vitoria. E nunca abra mão das coisas que Deus te deu e te faz feliz, pois infelizmente, se você não tomar posse da benção, virá o ladrão e quanto menos esperar irá tomar de você, abraçará e não largará mais e você poderá acabar perdendo a sua vitoria, ou melhor, abrindo mão dela.

Acredite, se pedirmos com fé Deus nos dá, glorifique e tome posse, é Deus quem nos justifica, Ele tira toda a duvida do coração e fala contigo agora, acredite que sim, é possível ser feliz e ser vencedor, não importando as batalhas, mas sim colheita dos fruto da vitória chegou à época da grande safra, abra os olhos e tome posse da vitoria que é sua. Cria em Deus e seja feliz não somente hoje, mas para sempre

Autor: Gleidson Rocha
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.

Edificando a casa na Rocha

Já ouvi muitas pessoas falando que a sua casa esta edificada na rocha, fazendo menção ao texto bíblico descrito em Mateus 7: 21 ao 27. Mas você já parou para meditar e refletir neste texto? Fez comparações com o cotidiano de sua vida e das pessoas que você conhece?

casa sobre a rochaAcredito que reclamar é um dom (ou defeito) que todas as pessoas têm. Isto porque sempre achamos que as nossas lutas são mais difíceis, nossos problemas são maiores, nossa tristeza é maior, nosso deserto é mais longo.
E quando tentamos mostrar o outro lado da moeda, sempre ouvimos um corte seco e curto com as frases: “você não entende, você não sabe, quero ver se fosse com você”… O que traduzindo significa: eu não sei porque estou passando por isto, estou perdido e não sei o que fazer, sinto que minha luta e minha dor é maior do que a de qualquer um…

E digo que esta tradução pode ser verdade, a sua verdade, porque cada um de nós temos um limite de pressão física e psicológica, somos soberanos em nossa individualidade, por isto cada um tem uma forma de passar pelas situações. Como exemplo, se numa firma são demitidos 10 pessoas, cada uma delas vai se portar e encarar de forma diferente… um vai chorar dias, outro meses, outro vai encarar como uma oportunidade, outro vai buscar uma recolocação rapidamente, outro tentara entender o que aconteceu, outro buscara contar à família com o menor impacto possível e outro vai direto se alcoolizar. Em resumo, encaramos de formas diferentes as mesmas situações e cada um tem seu tempo para absorver, vencer e continuar caminhando.

Voltando ao texto..

“Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;
E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.
E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia;
E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.” Mateus 7: 21 ao 27

Observem que a diferença básica entre os dois texto é a parte em negrito, mais especificamente a palavra não. Isto porque todos passaram pela mesma situação:
– Chuvas: são problemas esperados ou não que batem à nossa porta;
– Rios: são as grandes lutas e tribulações como doenças, desemprego, vícios, desilusões, rompimentos…podem ser sentimental, psicológica ou física
– Ventos: esta é a que mais do, são as fofocas, difamações, humilhações trazidas pelos ventos os sussurros das línguas que nos magoam, maltratam e ferem mais do que uma espada…
– Combateram a casa: isto porque não existe problemas específicos que so acontecem com este ou com aquele. O texto é claro ao afirmar que as duas casas sofreram a mesma luta e passaram pelos mesmos problemas, tanto faz ricos ou pobres, inteligentes ou não, culto ou não, crente ou não, que tenha fé ou não… Todos estamos sujeitos às situações da vida que batem à nosso porta a todo momento.

Mas a existe uma grande diferença entre cair ou ficar de pé, a palavra não se refere àqueles que têm para onde correr quando a luta esta difícil, e isso não significa que deixarão de lutar, mas sim que não estão mais sozinhos, que tem um Deus vivo, a Rocha viva, o Leão da tribo de Judá que olha e intercede por todos aqueles que n’Ele confiam. Deus nos dá forças para que, como uma família, possamos orar uns pelos outros, usar as ferramentas que nos foi dada para fortificar nossa alma e nossa fé (jejum, oração, consagração e meditar no que a Bíblia diz) e assim iremos perseverar e vencer as adversidades.

Em resumo, a diferença entre a casa estar de pé ou não está na atitude que você terá quando a chuva, o rio e o vento vier. Se ficar parado, a casa poderá ser destruída, mas se levantar a cabeça e lutar reforçando as janelas, os alicerces, os telhados e estocando alimento (espiritual), tenha certeza que o Senhor nosso Deus lutará ao seu lado, e você “será mais do que vencedor em Cristo Jesus”.

Autor: Gleidson Rocha
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.

O QUE É O JEJUM ?

O que é o jejum? Para que serve? Por que temos que fazer? Quantas vezes estas perguntas martelam nossa cabeça, e confundem nosso entendimento? Diria que muitas vezes. Mas hoje falarei um pouquinho deste momento tão importante que fortifica nossa fé e nosso espírito.

Primeiramente, é necessário saber e entender que o jejum é uma das mais importantes armas (leitura da bíblia, oração, jejum e louvores) para nossas vitórias nas constantes lutas espirituais. E tem como finalidade o quebrantar nossos corações e o orgulho humano, e deve ser realizado em secreto (de preferência com sorriso no rosto); honrar a Deus; humilhar-se; e como período de preparação para as batalhas espirituais. O jejum é um aprendizado. 

Podendo ser:

JEJUM RITUAL: praticado regularmente, com objetivos ritualísticos, característica da lei e prática judaica e de outras religiões: Lv 16.29-31.

JEJUM ESPONTÂNEO é o que normalmente utilizamos: sempre acompanhado de orações, tendo somente objetivos especiais. Ele deve ser sempre secreto.

Desde os tempos remotos, muito antes do nascimento de Cristo, quando as pessoas necessitavam de uma grande benção, ou passam por grandes tribulações, ou por arrependimento (perdão), ou mesmo por agradecimento por uma benção alcançada, nós utilizamos o jejum para nos aproximarmos de Deus e conhecê-LO mais intimamente.

Nos tempos antigos, quando estávamos sobre o julgo da lei (antigo testamento), existiam duas formas de sacrifícios:

O Sacrifício Pacifico, através de jejuns e consagrações, o qual utilizamos ate hoje;e o O sacrifício de Sangue, através do derramamento de sangue de um animal. Normalmente era uma pomba, uma codorna, cordeiro, ovelha, bois, etc. para escolher qual animal dependeriam do tamanho da benção e da condição financeira de cada pessoa ou família. Com a finalidade de perdão dos pecados e agradecimento por bênçãos e livramentos concedidos por Deus.

Contudo, o sacrifício de sangue para os cristãos, cessou quando Deus enviou o seu filho, para que se sacrificasse por cada um de nós, e mesmo sendo inocente, aceitou a morte mais terrível da época, a mais humilhante, a morte de cruz. Jesus aceitou e carregou sobre si todos os nossos pecados, sendo Ele mesmo o nosso sacrifício, para que nunca mais tenhamos a necessidade de fazer sacrifícios com sangue, pois seu próprio sangue seria derramado na cruz dando a cada um de nos o direito de salvação e à vida eterna. É por isto que hoje, temos direito à vida eterna e de todas as bênçãos que Deus tem preparado para cada um de nós. Fruto de um sacrifício puro e santo do filho de Deus.

O período do jejum é indeterminado, podendo ser por um pequeno período ou por um grande período. O que importa não é sua extensão, mas suas características bíblicas e a sua sinceridade para evitar qualquer orgulho e hipocrisia. Para períodos extensos é necessária a ingestão de água para evitar desidratação. A maioria dos jejuns bíblicos era somente de alimento. O jejum de Jesus no deserto foi somente de alimento: Mt 4.2 (“teve fome”, não se menciona a sede).

Contudo, vale lembrar que a principal finalidade do jejum é para fortificar o espírito, pois a nossa luta não é com as coisas do mundo, mas com as espirituais. Isto é, o diabo veio com três objetivos: matar, roubar e destruir. E não medirá esforços para tirar toda a nossa alegria, nossa devoção, nossa fé e nossa vitória, a vida. Seu alvo é simples, ele quer nos fazer sofrer, desanimar e quando estivermos fracos, nos destruir.

Vejam que todos os suicidas estavam tristes e desesperançosos, sofriam uma agonia tremenda na alma, onde só sabiam sofrer e chorar. Nunca ouvi falar que alguém tentou suicídio por estar feliz, muito pelo contrario. E em Cristo somos mais do que vencedores, somos alegres guerreiros rumo à felicidade verdadeira e às conquistas das bênçãos.

É por isto que, muitas vezes nos depararmos com situações que têm a única finalidade de nos enfraquecer e nos entristecer (luta espiritual), e para vencermos esta fase de nossa vida, durante nossa caminhada, precisamos aprender como lutar, como nos fortalecer para sermos vitoriosos nas tribulações e tempestades que por ventura vierem nos assolar.

Os vencedores são aqueles que se aproximam de Deus, e para isto, é necessário demonstrar que estamos dispostos a sacrificar o que mais gostamos ou o que mais necessitamos em forma de sacrifício (jejum, oração e louvor). É necessário lembrar que Deus é bom e tudo que criou é bom. E que devemos demonstrar o quanto o amamos e o quanto estamos dispostos a sacrificar por Ele.

Imagine uma criança chorando, qual pai resiste? Ou uma criança com fome, qual pai resisti? Pois assim é nosso Deus. Quando jejuamos deixando de comer ou de fazer algo que gostamos muito, demonstramos ao Senhor que estamos dispostos a sacrificar o corpo e os desejos para alcançarmos a nossa benção.

É fato concreto que todo milagre é fruto de uma entrega. Toda benção e prosperidade é a recompensa do trabalho realizado. Sendo assim, quando sacrificamos nossa carne acabamos por fortalecer nossa alma, nos deixando mais perto do Senhor. Contudo não adianta apenas jejuar, é necessário orar, louvar e chorar aos pés do Senhor. E assim, a sinceridade de nosso coração, expressados no fundo de nossa alma (clamor e oração com sinceridade), para que possa tocar o coração de nosso amado Deus para olhar em nosso favor, Ele vê nosso coração e sonda nossa intenções, e sabe a hora certa de conceder a benção que buscamos.

Contudo as lutas virão, e tentarão nos desanimar e nos entristecer a todo momento. Mas saiba que muitos tentarão nos derrotar mas falharão, pois estaremos fortalecidos e ancorados em Cristo Jesus. E o tamanho de nossa entrega em consagração (Jejum, oração, bíblia e louvor) será de acordo com tamanho da necessidade, fazendo a seguinte pergunta, do que estou disposto abrir mão para ser abençoado?

Lutando contra nós muitos estão. Não apenas pessoas que nos desejam mal, o diabo, os vizinhos, colegas de trabalho ou a própria família. Mas também os vícios, a doença, as lutas, a preguiça e comodidade. Contudo maior é o que está em nós (JESUS) do que o que está com o mundo, isto porque a vitória é daqueles que estão em Cristo Jesus.

Você verá nitidamente no dia a dia a diferença que faz quando caminhamos em consagração. Pois nesta hora nos aproximamos de Deus, nos envolvemos em sua graça e com esta unção ao nosso lado, fica fácil passar por qualquer problema, tempestades ou furacões. Porque sentimos as mãos de Deus nos protegendo o tempo todo.

O que não podemos esquecer é a consagração com o coração limpo, orando no inicio e no final para a entrega, permanecendo em espírito de oração e clamando a Deus em espírito (na mente, sem palavras) pedindo a nossa benção. Além de deixar de comer, podemos também deixar de fazer algo que gostamos muito por um período de tempo. Podendo ser horas, dias ou meses, mas o importante é que deixemos de fazer algo que realmente gostamos, para demonstrar a Deus que estamos dispostos a sacrificar em seu nome, para recebermos a nossa benção. Como exemplo de jejum, podemos deixar de tomar refrigerante ou de comer chocolates. O mais importante é não deixar de orar, louvar e jejuar.

Amados, Deus é contigo, e espera uma decisão sua para abençoá-lo. E o jejum ira fortalecer sua alma e aproximá-lo de Deus, seja forte e vitorioso. Amém!

Autor: Gleidson Rocha
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.

A PRESENÇA DE DEUS E SEU AGIR

Por esta imagem, sinceramente teria medo, na realidade, muito medo, de forma alguma enfrentaria e pediria misericórdia, pois à primeira vista, é uma tempestade, que avança para destruir o cais, o porto que temos como seguro.

A primeira sensação que tenho é de estar afogando mesmo antes de entrar nas águas, pois elas são temerárias, assustam por si só. Mas veja a calma do rapaz, a tranqüilidade, ele esta de frente, aguardando o momento certo de pegar a sua prancha de surfe e transformar esta grande onde em alegria e vitória. Ele não tem medo do que há de vir, mas confia em sua vitória.

Amados, os problemas certamente virão, e virá todos os dias, independente de sua gravidade ou sua extensão, o que é certo é que certamente eles virão. Eles vêm para todos, ricos ou pobres, crentes ou não crentes, pastor ou ovelha, com saúde ou doente, feliz ou triste. Mas a diferença em ser vencedor ou derrotado, está na postura que adotamos diante das dificuldades, pois será decisivo para nós e essa postura nos moverá para frente ou para trás.Temos que ter em mente que toda mudança vem com duas funções em nossa vida, independente do grau de dificuldade que ela nos proporciona. Ela poderá ser um degrau para subir ou um buraco para cair. E cabe a cada um de nós escolher o qual será o nosso caminho, e após a escolha, assumir as conseqüências, enfrentando com fé, dando as mãos ao Senhor e depos de tudo…colher os frutos.

Assim como o surfista, não temos que temer as tempestades e as dificuldades que se apontam no caminho. Porque em Cristo Jesus somos mais do que vencedores e o primeiro passo é colocar nossa vida em ordem, ver o que tem nos afastado da presença de Deus e de seu agir. Afastar da presença de Deus, é parar de procurá-lo, de buscar a sua presença e confiar em seus em si mesmo, não digo para ficar parado, mas lutar ao lado de um Deus que fez eu e você para sermos vencedores desde a criação dos tempos. Infelizmente muitas coisas vem em nosso caminho para nos afastar da sua presença. O que seria benção em nossa vida, o transformamos em empecilho. Podemos citar o namorado, a faculdade, o trabalho, os amigos, os desejos, a sexualidade, a obediência, a submissão, e tantas outras coisas…

Neste ponto, o primeiro passo rumo a vitória, é regressar aos braços do Pai, assim como na historia do filho prodigo, pois toda a casa se alegrará e festejará a volta do filho, que estava perdido, estava morto e reviveu. O segundo passo é estar no agir de Deus. Porque onde o homem colocar o dedo, Deus tira a mão.

Vejam esta segunda figura. O mar esta rodeado de tubarões, mas o homem se sente seguro no barco, com certeza ele esta em alto mar, enfrentando grandes dificuldades, sem água, sem amigos, sem saber para onde ir. Mas ele descansa, e em seguida rema, descansa e rema, até chegar ao destino que será a sua vitória. Ele sabe que sua situação é terrível, que poderá morrer a qualquer momento. Mas em tudo daí graças, deixe Deus no controle e faça o que esta na sua condição, neste caso reme, reme ate chegar ao destino, descanse no Senhor quando as forças lhe faltarem e reme em seguida. Planeje seu próximos passos em jejum e oração, porque se assim o fizer, certamente passará por esta tormenta, chegará na praia e novamente será um vencedor.

A todo momento vemos pessoas reclamando do dia a dia, nunca está bom, sempre há algo de errado ou algo que poderia melhorar. Porém eu sugiro uma mudança de atitude, que cada um de nós passemos a ver a vida com outros olhos, que passemos a fixar nossa atenção e nossos olhos nas boas coisas em nosso caminho. Desde o amanhecer, do sorriso da criança, de um abraço carinhoso, da oração, da comunhão com o Senhor até o nosso deitar. Para que, no decorrer dos dias tenhamos a certeza que realizamos tudo o que foi possível. Para que comamos do fruto do nosso suor, e se for um fruto da presença e do agir de Deus, certamente nos alimentaremos de boas coisas, começando com a alegria e a unção de Deus. Deixe Deus guiar os seus caminhos, e testemunhe as maravilhas que o Senhor fez, faz e fará em sua vida.

Autor: Gleidson Rocha

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.

VOCÊ É MAIS DO QUE VENCEDOR

assim é o guerreiro q confia em Deus

Esta imagem eu a recebi de uma amiga, e ela me tocou profundamente, me fez meditar em cada uma das linhas e do contraste das cores. Me fez meditar em todos os ensinamentos que recebi por minha vida, tanto dos meus pais e familiares como da igreja, meditando na bíblia e na escola do primário à faculdade.

Quando eu observo esta imagem, eu vejo a minha vida passar em questão de segundos, vejo como sou feliz e vitorioso. Como Deus é cuidadoso comigo e tem me levado às vitórias dia após dia, mesmo que no caminho tenha tropeçado, que tenha caído, ou mesmo dado passos à trás, contudo, o importante é que no final, em Cristo Jesus sou mais do que vencedor. Porque o meu socorro esta em o nome do Senhor que fez os céus e a terra.

Vamos analisá-la em três partes.

A primeira é o homem, com os olhos vedados, ele sabe que esta a caminho da batalha, não quer ver o que esta na sua frente, porque confia em sua vitória, e ele dedicará corpo e alma nesta luta. Em uma das mãos ele carrega um escudo e na outra uma espada, que podermos dizer ser a palavra, os ensinamentos e a boca para proclamar as verdades e bênçãos recebidas de Deus em nosso caminho. Ele esta vestido com a armadura, a armadura espiritual de Deus descrita em Efésios 6: 10 ao 20. Veja em seu semblante que ele não teme o que há de vir, mas esta com sorriso e confiante, bradando um grito de vitória e de alívio, percebam que quem estiver à sua volta, não saberá o que ele diz, mas em seu coração o seu clamor é ouvido e traduzido, para que só ele e o Senhor saibam o significado. Seu semblante e sua postura nos passa a tranqüilidade de que é um guerreiro esplêndido e vitorioso, de que acredita em sua causa, que tem fé na vitória e que será vencedor.

A segunda é a sua montaria que é um leão, com sua armadura e sua boca aberta, possivelmente dando um grunhido que o faz ser reconhecido como rei da selva, onde todos os que o ouvem, temem, pois sabe que grandioso é o que fala à frente do cavaleiro. Se o compararmos como o leão da Tribo de Judá, Nosso Senhor, poderemos reportar ao Salmo 46 e 91. Pois fará tremer todos que estiverem à sua frente, o Senhor tem o poder de criar os céus e a terra, criou a mim e a você, expulsou os anjos maus dos altos céus, e anunciou a criação a vitória do homem na terra através do sacrifício de Jesus na cruz por amor, da queda humana até seu resgate de volta aos céus e ao paraíso, conforme a bíblia nos relata ( e eu creio). Desta forma, todos que estiverem à sua frente e que tentarem combater contra ELE e ouvirem a sua voz temerão e fugirão da presença do Leão.

E a terceira e ultima, é o fogo envolvendo o cavaleiro e sua montaria, que poderia ser interpretado de duas formas. A primeira sendo o calor da batalha, onde ele esta no meio da guerra, que mortos ficaram para trás, o fogo arde, a luta não termina, ao seu lado certamente haverá muitos caídos, tantos os que lutam pela mesma causa como os que batalham contra ele. Mas em seu semblante ele não liga, vedou seus olhos para confiar no Senhor dos Exércitos, em sua armadura, suas armas e sua montaria, e permanece de pé, lutando e vencendo. A segunda interpretação, pode ser a força que interage com ele, o fogo do Espírito Santo que o envolve, o unge e o consagra, porque ele abriu mão de lutar sozinho, passou a clamar e a orar em seu interior, a confiar no poder que tem, que o encobre e o capacita a ser um vencedor. E revestido de fogo e poder ele parte em frente, sem desistir, guerreando e vencendo com as armas que tem na certeza de que essas armas são poderosas em Deus.

Amados, em resumo, vejo nesta imagem nossa condição de merecedores de vitórias, vejo que não devemos desistir mas sermos perseverentes, nas batalhas é impossível sair ilesos, mas a nossa atitude é o que faz a diferença entre ser vencedor ou ser derrotado. Que devemos ter alegria e prazer no que fazemos, nos entregar com amor, de corpo e alma, e confiar em Deus que nos garante a nossa vitoria.

Vejam este guerreiro, ele esta no meio da batalha, mas para qualquer um que o ver vindo em sua direção, o temerá, porque ele acredita em suas vitória, e o mais importante, ele usa as armas de que dispõe. Ele é um vencedor. Assim como eu e você, podemos ser este guerreiro, usando nossas armas que é a fé, jejum, oração, louvor e a espada do Espirito que é a palavra (Bíblia) e deixar Deus agir.

Autor: Gleidson Rocha

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.

COM QUE ARMA VOCÊ TEM LUTADO?

Existe um corinho que diz: “Eu lutarei e vencerei o inimigo, com esta espada. Com esta espada eu vou lutar, e o inimigo vou derrotar. Cantando glória a Deus e aleluia até Jesus voltar.” É bem antigo, mas nos traz uma realidade e uma verdade para nosso dia a dia. Pois já sabemos da primícias básica de nossa vida, não existem vitórias sem lutas e com certeza já ouviram esta frase varias vezes durante a vida. Em resumo, vivemos em constantes lutas, umas simples, outras complicadas, umas conhecidas, outras desconhecidas, umas precisamos de ajuda, outras resolvemos sozinhos. Como exemplos de lutas temos: acordar, uma prova na escola, um dia de trabalho, o primeiro emprego, ser despedido, criar um filho, uma doença, comprar uma casa, relacionamento e por ai vai.

Contudo, quero abordar um ponto diferente, ao invés de falar de lutas, quero que pense comigo: com que armas tem lutado? Quais são as suas armas? Quais as armas que investem contra você? quais armas seu inimigo poderá usar? Quem é o seu inimigo? Qual o objetivo (premio da luta)?
Eu sei, e afirmo que você é um guerreiro, que não tem medo do que há de vir, que não desiste nunca, que é fiel e determinado. Mesmo assim, se usar as armas erradas, estará fadado à derrota. Isto porque, antes de iniciar a batalha, é necessário conhecer a você mesmo e ao seu adversário, estudar e conhecer suas armas e as armas do seu inimigo. E só então, depois de TER COMPREENDIDO como será a batalha, o que será usado contra você e o que você pode usar, poderá iniciar a batalha.

TUDO SE RESUME À ESTRATEGIA A SER USADA E À FORÇA A SER EMPREGADA.

Se nossa batalha for um dia de trabalho, tenho que orar primeiro, descansar, colocar o relógio para despertar de modo a chegar uns minutos antes do trabalho e passar o dia com atenção e dedicação. Se for uma prova na escola, devemos descansar, orar e estudar antecipadamente para realizá-la. Se perder o emprego, devemos orar, respirar fundo, entender por que foi desligados de modo a não se repetir, atualizar o currículo, divulgar a todos os conhecidos que necessita de um novo emprego e procurar em todos os meios de comunicação uma recolocação no mercado.

Se a luta for sentimental, devemos orar, entender o que aconteceu ou o que esta acontecendo, clamar misericórdia e forças ao Senhor e avaliar o que será melhor para mim, pois a área sentimental é a mais difícil de entender e de guerrear, porque normalmente, o que queremos para nós nem sempre é o melhor. Isto porque teimamos  quando gostamos, e por gostar tanto, brigamos até com quem nos quer bem, que é nossa família, amigos e pastores.

Nós cristãos, usamos uma estratégia muito simples. Olhar, orar e jejuar sempre e principalmente  antes de qualquer decisão,  para que seja a mais acertável possível. Queridos, tenha sempre esta frase em mente “só podemos ser vencedores se nossas armas estiverem afinadas”, e a nossa principal e mais forte arma é a nossa fé, nossa comunhão com Deus. “O nosso socorro está no nome do SENHOR, que fez o céu e a terra” (salmo 124:8) uma frase verdadeira. Se confiarmos no Senhor, e acreditar que Ele sabe e faz o que é melhor para cada um de nos, entenderemos que devemos a todo tempo nos preparar para as lutas, porque quando lutamos sozinhos, sozinhos acabamos, quando lutamos com Deus, com Deus vencemos, pois nossas armas se tornam poderosas n’Ele.

Amados, lute, mas lute com fé. Afie suas armas, use a estratégia ideal, tenha amigos e pessoas que sejam ungidas e usadas por Deus para te ajudar a caminhar. Mas sempre dê o primeiro passo, sempre pare, olhe, descanse, observe e principalmente… ore, clame, louve e jejue. Seja dependente do Senhor, se programe para pelo menos 2 vezes por semana orar nas madrugadas e  2 vezes para jejuar até a hora do almoço. Mesmo que não esteja numa grande luta ou com um grande problema para resolver, pois nunca sabemos quando os desertos e as tempestades virão, mas quando vier, se estivermos à sombra do onipotente e aos pés da Fonte de Águas Vivas, saiba que estará com a principal ferramenta preparada e afiada, nossa fé. E certamente em Cristo Jesus somos mais do que vencedores.

Autor: Gleidson Rocha
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.

O GUERREIRO

Esta semana ouvi uma história muito interessante durante uma pregação.

Ele dizia que certa vez, um homem ficou preso na floresta, e tudo o que tinha era um canivetinho. Passado um tempo caminhando, ele ouviu um barulho, era um leão que estava ao encontro dele. Neste momento o rapaz começou a correr e a orar ao Senhor, até que se encostou numa àrvore e falou em oração:

– Senhor, o bicho esta chegando e vou enfrentá-lo… Se o Senhor estiver torcendo por mim, então abençõe para que eu mate o leão com uma canivetada só. Mas se o Senhor estiver torcendo pelo leão, então abençõe para que ele me mate com uma bocada só. Contudo Senhor, se não estiver torcendo para ninguém… Pode se sentar porque daqui a pouco o Senhor vai ver uma briga feia, porque eu não vou desistir.

Na hora rimos muito, mas não pude deixar de meditar nesta palavra, pois no decorrer de nossa vida, nos deparamos com várias lutas e dificuldades que podemos perceber que estão chegando. E a única coisa que podemos fazer é orar e jejuar pedindo o livramento. Entretanto quando ele chega, achamos que Deus nos abandonou, porque em nosso coração ansiamos não passar por esta dificuldade. Mas não podemos esquecer que o Senhor nos disse: “no mundo tereis aflições”. Isto quer dizer que não adianta, pois os problemas irão chegar, as dificuldades irão chegar, as necessidades irão chegar…

Entretanto, na mesma frase, o Senhor nos diz:
“- Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” (João 16:33)

Jesus veio em forma de homem, mesmo sendo Deus, nasceu, cresceu, sofreu das mesmas dificuldades, tristezas e alegrias que cada um de nos, foi julgado culpado mesmo sendo inocente, sofreu e foi crucificado, carregou consigo todos os nossos pecados e aflições, morrendo e ressuscitando ao terceiro dia, e esta assentado ao lado de Deus Pai, sempre intercedendo e nos abençoando.

ELE nos mostrou que neste mundo teremos várias batalhas, e a diferença entre vencer a guerra ou não, esta na atitude de cada um de nós. Na historia o rapaz pediu a benção, mas não esperou a resposta, ele foi à luta, orando, jejuando e guerreando. Nós (eu e você) somos guerreiros de Deus. Seremos vencedores se nunca desistirmos de lutar. Não importa quantos tombos tomamos ou iremos tomar, o que importa é que temos um Deus maravilhoso ao nosso lado, que a todo o momento estará nos ajudando a levantar e a prosseguir lutando rumo à nossa vitória. Temos anjos ao nosso lado que nos dizem e nos mostram que é possível vencer todas as dificuldades e barreiras.

Se abrirmos nossos ouvidos, podemos compartilhar os testemunhos na igreja. Que o nosso Deus é o mesmo ontem, hoje e será eternamente. A todo o momento ouvimos os testemunhos de grandes coisas que Deus tem feito na vida de seus servos, vários livramentos, bênçãos materiais e sentimentais. E principalmente, a alegria que traz ao nosso coração. De nos sentirmos seguros nos braços do Pai. Que nos ouve a todo o momento e conforta nosso coração e refrigera nossa alma.

Neste momento você deve perguntar… Quando isto acontece? Eu respondo… Acontece nos momentos em que nos colocamos em sua presença… Quando nos entregamos nos louvores e na sinceridade de nossas orações. Quando confiamos n’Ele e descansamos das turbulências, passamos por elas em paz, serenidade e sabedoria.

Autor: Gleidson Rocha
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.

A esperança é a força da revitalização da vida

Existem momentos em que nos encontramos jogados ao chão, sem vida, sem expectativa, sem perspectivas, sem esperança, sem Deus, sem a possibilidade de uma mão para nos alcançar, e mesmo que não possamos ver uma saída imediata para nossos problemas e aflições, choramos por um coração, que tenha a sensibilidade e o amor necessário para nos tocar com carinho e segurar nossas mãos, chorando conosco e enxugando nossas lágrimas até que este momento difícil passe.

Precisamos de alguém, que em meio à escuridão que nos envolva, e tenha a capacidade de enxergar que ainda existe sangue, vivido e vermelho correndo em nosso corpo. Que somos bons e capazes de sermos felizes e de fazer alguém feliz… que somos mais do que um corpo, que temos uma alma que sangra por dentro, mas com sede de viver.

É neste momento que começamos a nos recuperar, que saímos do chão, ainda ressecados e machucados, com o coração ferido e ensangüentado, mas tentamos nos colocar de pé com as mãos que são erguidas em nosso favor, percebemos que não será fácil, e se conseguimos alguém para acreditar em nós, mesmo ainda sem esperança, começamos a caminhar… aos trancos e barrancos. De repente, os primeiros sorrisos começam a brotar, as flores e as pétalas já não estão tão secas, a vida começa a ter um novo colorido, e vemos nitidamente que as feridas do coração começam a cicatrizar. Vemos nitidamente que ainda há uma esperança e que as mãos estendidas nos seguram cada vez mais forte, cada vez mais firme, cada vez mais solidarias e motivadoras.

Mesmo assim, haverá momentos em que mesmo estando com o coração renovado, novamente buscando e obtendo o amor à vida e ao próximo, nos deparamos com um deserto frio, congelante, e mais uma vez nos sentimos sós. É neste momento em que olhamos para trás e percebemos que perdemos muitas pétalas no meio do caminho, deitamos novamente ao chão e perguntamos a Deus, onde estava o Senhor nos momentos em que mais precisava de Ti? Onde esta meu verdadeiro amor neste momento de solidão e de sofrimento? será que mereço passar por isto?

Assim, clamamos a Deus e pedimos para sumir de novo. Sabemos que não queremos voltar ao estado anterior, onde nos encontrávamos em trevas, pois percebemos que muito mais do que sangue em nossas veias, ainda há esperança. Contudo não queremos esperar, pois achamos que já sofremos demais e já é hora de recomeçar e de reviver lindo e floridamente.

Nesta hora eu te respondo: Aqui estão todas as suas pétalas que tenho colhido durante todos os dias em que te conheço. Tenho colhido uma após a outra, tenho tentado dar vida e um novo motivo para você crescer, e ser fonte de vida por onde quer que você ande. Digo que você deve olhar a cada pétala que tenho guardado. Veja como estão vivas e coloridas, macias e perfumadas, pois em você tenho encontrado virtudes e beleza onde não existe em nenhuma mulher do mundo.

E assim você começa a perceber como estão suas pétalas, percebe que esta restaurada e pronta para amar e ser amada, que a rosa em seu coração nunca foi tão florida, que é possível acreditar na felicidade e no amor. Que não é o que você tem nas mãos que te faz infeliz, mas sim se prender aos detalhes que te perseguem e em momentos que te deixam triste.

Perceba que para encontrar a verdadeira felicidade é necessário se reportar aos tempos de criança, e perceber que na inocência de um abraço pode estar todo calor e amor verdadeiro que te dá força a prosseguir, a caminhar, a ser feliz e a crescer. E assim como num passe de mágica, reencontrar a verdadeira mulher que estava por trás da rosa caída, despedaçada e sem esperança… e não apenas se tornar uma linda flor, mas num buque de rosas, lindo e magnífico, capaz de contaminar e levar vida por onde quer que passe.

Autor: Gleidson Rocha
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.

Armadilhas no caminho

Cuidado com as armadilhas… Muitas vezes aparecem em nosso caminho surpresas que no momento demostram ser ótimas, mas com o desenrolar da história se mostram verdadeiros pesadelos. Mas também pode acontecer o inverso, uma outra surpresa pode parecer ruim no primeiro momento, mas na realidade era apenas o pontapé que precisavamos para mudar nossa vida e para melhor. Exemplo: quando aparece uma oportunidade de emprego ou de namoro, pode inicialmente ser uma boa opção, mas quando olhamos mais criteriosamente e colocamos na balança ( o que tenho versus o que poderei ter) descobrimos ser uma furada, ficamos desempregados poucos meses depois ou perdemos quem realmente nos dava valor, tudo por causa da cobiça.

ATENÇÃO!!!!!!!

Mas há o lado positivo, quando sem esperar perdemos o emprego e em pouco tempo descobrimos nossa verdadeira vocação, ou verdadeiro amor. Tenha sabedoria, ore, analise, coloque na balança seu futuro e só depois tome a sua decisão. Assim que tenhamos o cuidado diário com nossas vidas, da forma como utilizamos nosso tempo, enquanto nos há tempo para isso, sendo que a cada manhã o Senhor tem derramado e renovado suas misericórdias sobre nós. “Então, lhes recomendou: Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui.” Lucas 12.15 e Efésios – 5:15 “Vigiai, pois, com cuidado sobre a vossa conduta: que ela não seja conduta de insensatos, mas de sábios.”
Cuidado para não perder sua benção, quando você abre mão de uma benção que Deus te deu, acredite, tem centenas de pessoas a sua volta que tentarão tomar posse do que deveria ser seu, mas por um motivo qualquer, acabou perdendo. Já ouviu a frase: “a fruta do vizinho é sempre melhor” ou ” a grama do vizinho é sempre mais verde”, normalmente só damos valor ao que temos quando perdemos, e normalmente costuma ser tarde demais quando nos damos conta disso, e memso arrependendo, e querendo de volta, a chance de reconquistar o que perdeu será pequena e virá recheada de dificuldades, medos e lutas.

pense com calma...

Portanto, cuidado com suas ações, pense muito bem antes de abrir mão das bençãos que Deus te dá. Lembre-se, tudo de bom foi Deus quem te deu, mas você e eu temos livre arbítrio (poder de dizer sim ou não) para aceitar ou recusar. E se recusadas, haverá sempre alguém achando que o que você ganhou é melhor e tentará pegar para ele. Portasnto vigiai. “Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor” Romanos 12:11 e Provérbios 16:20 “Quem examina cada questão com cuidado, prospera, e feliz é aquele que confia no Senhor.” com Gálatas 6:1 “Irmãos, se alguém for surpreendido numa falta, vós, que sois animados pelo Espírito, admoestai-o em espírito de mansidão. E tem cuidado de ti mesmo, para que não caias também em tentação!” Lembrando que, segundo o dicionário, CUIDADO significa: adj. Pensado, meditado, refletido. S. m. 1. Desvelo, solicitude. 2. Precaução, atenção. 3. Pessoa ou coisa objeto de desvelos. Interj. Atenção! Cautela!

Autor: Gleidson Rocha
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License.